Atualizado 04/06/2019

Considerado competitivo, elenco do Grêmio ainda tenta deslanchar na temporada

Excesso de lesões e preservação de titulares têm dificultado trabalho de Renato Portaluppi

Quando montou o elenco para a disputa das competições deste ano, a direção do Grêmio planejou entregar ao técnico Renato Portaluppi um grupo com boas opções em quantidade e qualidade. E a estratégia era justamente evitar algo que ocorreu em anos anteriores. O Tricolor furtou-se da disputa pelo título do Brasileirão exatamente por não conseguir colocar os titulares em todos os jogos e não ter reposições à altura. Em 2019, o grupo é mais competitivo, porém, os resultados não condizem com o potencial do elenco.

O excesso de jogadores lesionados e a preservação de titulares têm resultado na utilização de um time diferente a cada rodada e, consequentemente, falta de sequência e entrosamento. O setor defensivo tem três atletas lesionados e já sofreu com improvisações. No próximo sábado, contra o Fortaleza, caso Cortez não tenha condições de jogo, haverá improvisação na lateral-esquerda, já que Juninho Capixaba está suspenso. 

Os reforços também não deslancharam. O argentino Walter Montoya é um deles. Contratado para ser o substituto de Ramiro, ele acumula más atuações na extrema direita, local no qual não deixa de estar sendo improvisado, já que sua posição de origem é a de volante. 

“Eu sempre joguei de volante, mais pelo meio do campo. Falei com o Renato quando cheguei, ele sabe disso. Mas onde o treinador achar que eu rendo mais, preciso deixar tudo em campo. Para mim, dá no mesmo”, ameniza Montoya. “Obviamente que é difícil, quando você joga três ou quatro partidas seguidas em uma posição, é uma coisa. Quando entra sem ter uma sequência, é outra”, acrescenta Montoya.

Para chegar à parada da Copa América fora da zona de rebaixamento, o Grêmio necessita de duas vitórias contra Fortaleza e Botafogo. Ou seja, precisa fazer algo inédito neste Brasileirão: vencer duas partidas consecutivas. “Time grande tem que estar sempre na parte de cima, obviamente que não esperávamos este início de Brasileiro”, completou Montoya. 

Renato Portaluppi terá reforços importantes para o duelo com o Fortaleza, sábado, em Caxias do Sul. O capitão Maicon retorna naturalmente ao time. Alisson, que se recupera de uma pancada no tornozelo, tem boas chances de voltar. Bruno Cortez, em fase final de recuperação de uma lesão muscular, pode ficar à disposição. Quem reapareceu no CT Luiz Carvalho, ontem, foi o zagueiro Walter Kannemann. Assim como Paulo Miranda, ele só voltará a jogar após a pausa para a disputa da Copa América. 

Fonte: JORNAL CORREIO DO POVO
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções