Atualizado 03/06/2019

Banco de leite de Santa Rosa pede doações

De abril para maio, queda na contribuição foi de mais de 50%

O Hospital Vida & Saúde de Santa Rosa precisa de doadoras para abastecer o Banco de Leite da instituição. A estrutura é responsável pela segurança alimentar de prematuros internados na UTI Neonatal. A nutricionista Marília Fernandes explica que, no início da atuação do Banco de Leite, a casa de saúde recebia diversas mães para doação, mas, com o passar do tempo, esse número foi se reduzindo. 

A queda, de abril para maio, foi de mais de 50%. “O leite materno é essencial para os recém-nascidos internados, pois sua composição é muito superior a qualquer fórmula láctea. É comprovado que bebês prematuros que recebem leite materno, durante a hospitalização na UTI, têm menos doenças e menor tempo de internação”, explica.

As mães são recebidas por uma equipe para a realização de cadastro, seguido de acolhimento com informações sobre o processo de doação e exames, feitos no hospital. Em seguida, passam pela higienização e são encaminhadas à sala de ordenha natural. Depois desse processo, o leite é encaminhado para uma sala de armazenamento e pasteurização.

A validade é de 12 horas após a doação. Se o produto for refrigerado, chega a 30 dias. Passando por processo de pasteurização e congelamento, tem validade de seis meses. O leite do banco é destinado prioritariamente para pacientes da UTI Neonatal, que tem 10 leitos.

Fonte: JORNAL CORREIO DO POVO
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções